Como plantar e cultivar Mirtilos

Saiba como deve ser feito o cultivo, plantio e manutenção do mirtilo.

484

Plantar e cultivar mirtilo requer alguns cuidados se pretendemos obter boa produção de frutos.

O mirtilo (Vaccinium myrtillus) é uma planta arbusto frutífero conhecido em todo o mundo pelas suas frutas deliciosas e propriedades boas para a saúde. As bagas são ricas em vitaminas e anti-oxidantes, além das comprovadas propriedades medicinais.

A floração do mirtilo surge no fim do inverno a início da primavera. As flores desta planta possuem uma forma parecida com um sino alongado com cor branca, ou às vezes rosada. Os frutos amadurecem para a colheita a meados do verão. Os frutos caracterizam-se por serem bagas esféricas, podem ser individuais ou agrupadas, de acordo com a espécie/cultivar, apresentando casca de cor azul escura ou roxa.

cultivar mirtilos

Como escolher o tipo de planta de mirtilo (Escolher cultivares)

Existem cultivares de Mirtilo que são mais adequados ao nosso país, que produzem fruta saborosa em arbustos de estatura alta ou média-alta e adaptam-se muito bem ao nosso clima. Os cultivares mais usados no nosso país para produção comercial são: Duke, O’Neal, Bluecrop, Ozarkbue, Goldtraube, Misty e Patriot. A espécie Patriot, por exemplo, geralmente atinge alturas de 100 a 150 cm e com um diâmetro de 100 a 150 cm também. Podem produzir de 1,36 Kg a 5,44 Kg de mirtilos por cada planta. Aportam um fruto de tamanho grande, muito adocicado e com sabor aromático. Como em qualquer outra cultivar, nas regiões com climas mais frios, a quantidade e dimensão tendem a ser mais inferiores às regiões mais quentes.

É importante ter em conta que a planta do mirtilo possui um crescimento bastante lento, especialmente quando comparada a outras plantas fruteiras, pelo que geralmente a planta demora entre 8 a 10 anos até atingir a maturidade. No que respeita à produção de frutos, esta já é bastante razoável a partir do 5º ano.

Sendo assegurada uma boa escolha de cultivar, assim como a localização e métodos de cultivo, plantas de altura média podem trazer grandes potenciais de longo prazo de produção de Mirtilo que pode chegar a ultrapassar os 30 anos.

Cultivo de mirtilos

Para o cultivo de mirtilos o ideal é ter um solo com um pH ácido, geralmente compreendido entre 4.5 e 5.5, para obter as melhor produtividade das suas plantas, caso todos os outros factores necessários estiverem igualmente presentes.

O mirtilo deve ser cultivado sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil enriquecido com matéria orgânica e bem drenado, mas que convém ser irrigado regularmente. Depois de bem estabelecido, o mirtilo é capaz de tolerar curtos períodos de seca, mas deverá evitar se quiser boa produção de frutos.

Esta planta aprecia fertilizações orgânicas duas vezes por ano, assim como podas de formação e limpeza, que proporcionam uma frutificação mais rica. Deve evitar fertilizar com calcários ou fosfatos solúveis, pois elevam o pH do solo.

O mirtilo é uma planta que possui raízes curtas, assim sendo, estas plantas conseguem absorver água mais próxima da superfície, seja ela proveniente de irrigação ou de chuva, o que é uma vantagem para quem faz a manutenção da plantação. É precisamente por esse motivo que os mirtilos costumam ser plantados numa pequena elevação, para permitir que a água escorra e que dessa forma as raízes não fiquem encharcadas. Quando é usada irrigação artificial automática é muito importante fazer o controlo do pH da água também para garantir que não vai alterar a acidez e alcalinidade do solo.

No que respeita às aplicações em jardinagem, o mirtilo pode ser aproveitado em projetos de jardins naturais que pretendem atrair a fauna silvestre. Se plantar mirtilos para colher os seus frutos é conveniente protegê-los com redes anti-pássaro.

As plantas de mirtilo podem multiplicar-se por estacas dos ramos jovens. Devemos plantar preferencialmente mais de uma cultivar para uma melhor polinização. A planta já pode frutificar com 1 a 2 anos após o plantio.

Fertilização da planta

Os macronutrientes principais, Azoto (N), Fósforo (P) e Potássio (K) são necessários regularmente na fertilização do mirtilo, normalmente uma vez por ano, ou duas em solos minerais com muita incidência de chuvas na altura do crescimento da planta.

Plantar mirtilos em vasos

Para o cultivo de mirtilos em vsoas, deverá escolher vasos largos e profundos, no mínimo, de 50 cm de largura e o mesmo de profundidade, isto é o valor mínimo mas pode usar maiores. Convém recordar que a planta precisa de espaço para expandir as raizes e crescer saudável para produzir frutos generosos. Certifique-se que o vaso possui uma boa drenagem porque o mirtilo não gosta de solo encharcado.

Os mirtilos são plantas que gostam de solos ácidos, que possuam um pH entre 4,5 a 5,5 para prosperarem e produzir frutos de qualidade, por isso, como a maioria dos solos não possui estes níveis de pH, o cultivo de mirtilos em vasos tem a vantagem de ser mais fácil controlar os níveis de pH do solo.

Se não encontrar terra com alto teor ácido, misture um fertilizante para plantas que gostam deste tipo de solos:

  • adubo feito à base de cascas
  • agulhas de pinheiro
  • folhas de carvalho
  • carvão

plantar mirtilo em vaso

Época ideal para plantação de mirtilo:

A época do ano ideal para plantação do mirtilo está dependente das condições do local onde esta será feita. Nas regiões de clima temperado, o começo do Inverno é o período ideal para a plantação. Logo após à queda das folhas e enquanto as raízes ainda estão activas. As chuvas invernais que eventualmente poderão cair neste período ajudarão a uma melhor adaptação do sistema radicular ao novo meio e estabelecimento das plantas.

Importância da poda da planta de mirtilos:

A importância da poda nunca deverá ser subestimada se quer manter rendimentos estáveis de frutos e um bom calibre dos mirtilos ano após ano durante os 25 ou 30 anos de exploração destes arbustos. Uma poda ligeira pode ser necessária quando as plantas são jovens, mas a sua intensidade aumenta com a maturação da planta. A poda consiste na eliminação de ramos de modo a equilibrar a parte aérea da planta, com o desenvolvimento das raízes e a produção de frutos. Uma grande quantidade de ramos resultará em grande produção de frutos, mas de qualidade inferior. A poda tem também a função de abertura do centro da planta. Assim, na poda deverá ter o cuidado de:

  • Eliminar os ramos baixos, mortos, doentes e partidos;
  • Eliminar os ramos muito velhos, tendo como objectivo o aumento de luminosidade e de arejamento no interior da planta.

Pragas e doenças do mirtilo

As plantas de mirtilo, embora sejam plantas que se adaptam bem ao nosso país, são contudo muito vulneráveis a diversas pragas e doenças, nomeadamente a ferrugem, a podridão da raiz, a podridão agárica, a Botrytis, e outras doenças causadas por fungos. Também são um problema os roedores e aves como o melro e o gaio que em muitos casos prejudicam a colheita ao ingerirem os bagos de mirtilo, mas na realidade a principal praga do mirtilo são diversas espécies de moscas-da-fruta que atacam as plantas.

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies Mais informação

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies

Close