Mosca negra dos citrinos

391

Conhece a praga da mosca negra dos citros (Aleurocanthus woglumi)?

MoscaNegra: AleurocanthuswoglumiAshby (Hemiptera: Aleyrodidae)
Outros nomes comuns: Mosca Negra de losCítricos; Mosca Prieta; Citrusblackfly.
Insetosugador-labial
•Tanto os adultos como as formas imaturas causam danos ao se alimentarem do floema da planta.

Vários Hospedeiros:
Principais: cítricos, abacate e cajú.
Secundários: banana, café, uva, goiaba, líchia, manga,
mamão, roseiras, etc.

Os seus ovos: assemelham-se a bastonetes recurvados, colocados em forma de espiral, fixos através de um pedúnculo na face inferior das folhas.
•Ninfas de 2o, 3oe 4oestádios: são ovaladase possuem cerdas no corpo.
•Ninfas de 4o estádio: são completamente negras, possuem cerdas mais evidentes, mais convexas e brilhantes. Apresentam cerosidadeao redor do corpo, sendo evidentes a olho nu.
•Adulto: possui asas negras-azuladase brilhantes

Adultos da mosca negra

ovos da mosca negra

Fase Jovem da mosca negra

Tamanho macho: 0,99 X 0,61 mm (comprimento X largura)
Tamanho fêmea: 1,24 X 0,71 mm
Ovos/fêmea: > 100 ovos, dispostos na forma de espiral
Ovos: 7 –10 dias
Ninfa primeiro ínstar: 7 –16 dias
Ninfa segundo ínstar: 7 –30 dias
Ninfa terceiro ínstar: 6 –20 dias
Pupa (quarto ínstar): 16 –50 dias
Ovo a adulto: 43 –133 dias
Longevidade fêmea: 10 –14 diasMosca

Consequências  desta praga para as plantas:

1.As plantas ficam debilitadas, ocorrendo murchamentoe atéa morte.
2.Durante a alimentação eliminam uma excreção açucarada na superfície da folha, facilitando o aparecimento da fumagina(Capnodiumsp.).
3.A presença desse fungo reduz a fotossíntese, impede a respiração e diminui o nível de nitrogênio nas folhas.
4.Redução da frutificação: até80%.
5.Perdas de 20 a 80% na produção.
6. Afeta a exportação dos citros e de outras frutíferas.

Monitoramento, levantamento e inspecção:

1) Observar10 folhasnovas emdiferentesquadrantesdaplanta, em, pelomenos, 10 plantas/ha, anotando-se o númerode ninfas;
2) Usarlupade bolsocom aumentode 20x a 30x, observando-se as pupas e posturas. Emcasode dúvida, colocaramostrasemvidroscom álcoole lavá-lasaolaboratóriocredenciado;
3) No períodomenoschuvoso, o de maiorincidência, fazerobservaçõesa cada15-20 dias, e, no períodochuvosoa cada30-40 dias;
4) Levaremconsideraçãoo nívelde predaçãoe parasitismo.
5) Uso de armadilha adesiva amarela.

Recomendações:

1.Realizar baterias para controle, pois a população éalta.
2.Utilizar óleo mineral ou vegetal para eliminar a fumagina, que éconstante.
3.Éuma praga que apresenta mais de 300 plantas hospedeiras por isso infesta rápido os citros.
4.Amostrar periodicamente os citros e as demais plantas da propriedade.
5.Se não estápresente na propriedade/região, inspecionar (citros e outras culturas) para controlar em baixa população.

Controle Químico

•Sugestões de Produtos

1.Imidacloprid+ óleo mineral (20 mL/100 L + 0,5%)
2.Thiamethoxam+ óleo mineral (20 g/100 L + 0,5%)
3.Thiamethoxam+ lambda-cyhalothrin+ óleo mineral (20 mL/100 L + 0,5%)
4.Imidcloprid+ spirotetramat+ óleo mineral (12,50 mL/100 L + 0,5%)
5.Imidacloprid+ piriproxyfen+ OM (20 mL/100 L+22,5 mL/100 L + 0,5%)

Outro produto para mistura que tem efeito semelhante ao piriproxyfen: buprofezin.

•Pesquisas serão realizadas para avaliar inseticidas.
•Imidaclopridéregistrado para a praga.

É também possível o controlo biológico desta praga com outros insectos inimigos da Mosca negra.

 

você pode gostar também